top of page
  • Foto do escritorAna Lúcia Rafael

Liderança Humanizada: você sabe o que é?

Será que a Liderança Humanizada é o modelo de liderança do futuro? Bom, é fato que muitas pessoas acreditam que sim. Esse modelo tem como foco central a compreensão empática e solidária. Além disso, ela busca criar um ambiente inspirador para conexões e novas ideias.


Oposto ao modelo de liderança tradicional, onde o líder é visto como alguém que tem a responsabilidade técnica, mas não está conectado com seu time, quando pensamos em Liderança Humanizada, busca-se criar conexões profundas com as pessoas, compreendendo suas necessidades e motivações.

Mas, o que é preciso para ser um “líder humanizado?”

Para ser um líder humanizado, é imprescindível que o profissional nutra habilidades como a empatia, a compaixão e sobretudo a preocupação com o bem-estar físico e emocional da equipe.

Claro que é importante a produtividade, contudo, o líder precisa compreender o quanto o bem-estar dos colaboradores é a prioridade no momento atual que vivemos.

“Hoje o líder além de ter a responsabilidade técnica, ele sabe o quanto precisa estar conectado com seu time. A compreensão empática e solidária motiva a criação de um ambiente inspirador para conexões e novas ideias.” – Ana Lúcia Rafael

Pesquisa aponta: para 90% dos líderes de Recursos Humanos, é preciso se concentrar nos aspectos humanos da liderança

De acordo com uma pesquisa realizada pela Gartner, Inc. em março de 2022 com mais de 230 líderes de Recursos Humanos, 90% acreditam que para obter sucesso no ambiente de trabalho atual, os líderes precisam se concentrar nos aspectos humanos da liderança. No entanto, uma outra pesquisa da Gartner, também realizada em março de 2022 com quase 3.400 funcionários, revelou que apenas 29% relataram que seus líderes eram líderes humanizados.

A pesquisa da Gartner identificou três componentes que compõem a liderança humanizada:

  1. Autenticidade: agir com propósito e permitir a verdadeira autoexpressão, tanto para si mesmo quanto para a equipe.

  2. Empatia: demonstrar cuidado genuíno, respeito e preocupação com o bem-estar dos funcionários.

  3. Adaptabilidade: permitir flexibilidade e suporte que atendam às necessidades exclusivas dos membros da equipe.

O líder humanizado entende que cada pessoa tem sua própria história, suas próprias dificuldades e suas próprias necessidades. Sendo assim, ele busca entender cada membro da equipe de maneira individual, sempre no sentido de contribuir para que cada um possa superar suas dificuldades, motivando-os a alcançar seus objetivos.

Outro ponto que devemos ter em mente é que o líder humanizado procura estar aberto ao diálogo. Ou seja, ele mantém um canal para ouvir a opinião de todos, e busca soluções em conjunto.

A ideia é que esse líder entenda que o trabalho em equipe é fundamental para o sucesso da empresa, e que a diversidade de ideias e opiniões é um grande diferencial.

“Cada vez mais o líder precisa se conectar com o humano e não só com o aspecto técnico de cada um, a necessidade da produtividade é real, porém o bem estar físico e emocional é prioridade no momento atual que vivemos.” – Ana Lúcia Rafael

Em resumo, a liderança humanizada é o modelo de liderança do futuro. Estamos cada vez mais conscientes da importância da conexão e da empatia nas relações humanas. Se você é um líder ou trabalha na área de recursos humanos, é importante compreender os benefícios que a liderança humanizada pode trazer para a sua empresa. A busca por uma liderança mais humanizada é fundamental para um ambiente de trabalho mais inspirador e produtivo.






0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page