top of page
  • Foto do escritorAna Lúcia Rafael

Artigo: Empatia pode revolucionar o mundo!

Atualizado: 13 de dez. de 2022

Hoje o assunto que quero trazer para reflexão e uma habilidade socioemocional a qual tenho estudado e pesquisado: empatia.


Quantas vezes somos julgados e criticados porque a outra pessoa só vê o fato e não te ouve e nem percebe a sua luta diária. Surgem sentimentos de raiva, tristeza, injustiça e até mesmo vergonha. Por que será que isso acontece?


Antigamente vivíamos muito mais em escassez, principalmente de alimentos, moradia, conhecimento e menos possibilidades de ter um trabalho digno. Podemos compreender que vivemos em uma sociedade que por muito tempo valorizou a competição e hoje colhemos os frutos com comportamentos muito mais individualistas do que colaborativos e empáticos.




Concordo que termos empatia o tempo todo por todos, ainda mais com o acesso as dores de pessoas do outro lado da terra também seria bem desafiador. Porém, é inegável que o que acontece na África pode interferir em nossas vidas e de nossas famílias, não é mesmo? Acredito, que maior empatia entre as pessoas, traria mais colaboração e dialogo e isso traria uma mudança social fantástica.


Contudo, estudos mostram que podemos ter uma qualidade de vida conjugal, familiar, pessoal e social melhor quando nos tornamos mais empáticos.



Gosto muito de uma frase de Alfred Adler que diz que empatia é:

“Olhar com os olhos do outro, ouvir com o ouvido do outro e sentir com o coração do outro”.


Muitos países, organizações e escolas propõem o desenvolvimento dessa habilidade desde a infância, hoje sabemos que tem pessoas que já nascem com maior empatia, porém podemos desenvolver cada vez mais. Já pensou que ao se colocar no lugar do outro exercita sua criatividade? Sim, ao enxergar o mundo de uma forma diferente, sob a ótica de outra pessoa você aprende formas novas viver e se relacionar. Na pandemia Covid 19 quem teve maior dificuldade para se adaptar e se reinventar sofreu mais, concordam? Esse artigo teria muitas páginas se eu fosse falar de todos benefícios da empatia.


Aproveito para dar algumas dicas para desenvolver ou aumentar a empatia na sua família, trabalho e/ou com amigos:




1 - Na família: Organize uma reunião e proponha que cada um diga como se sente em relação a família e pergunte a cada membro o que gostaria que mudasse na família, em si próprio e como cada um poderia ajudar.

Regras para reunião:


a - Ouvir atentamente e curiosidade genuína.

b - Prestar atenção a linguagem corporal e outros tipos de comunicação não-verbal.

c - Fazer perguntas para compreender melhor.

d - Procurar compreender, sem julgar ou criticar.

e – Colocar-se no lugar de quem está falando.


2 - No trabalho, entre amigos ou sozinho: Escolha uma pessoa que mantem um relacionamento desafiador ou ruim.


Passos para o exercício:


a - Escolha desenvolver a empatia, a intenção é muito importante.

b - Analise a vida dessa pessoa e tudo que a envolve com uma postura de curiosidade, lembre que isso ajuda a exercitar a criatividade.

c - Se coloque no lugar dela em todos os papeis de sua vida.(filho, pai/mãe, trabalho e outros)

D- Como seria se tivesse a vida dessa pessoa?

Você pode descobrir algum preconceito ou pensamento que seja importante mudar, acolha, não se critique, tenha autoempatia. Somente lembre da importância de viver em uma sociedade mais inclusiva, menos preconceituosa.



Vamos lembrar que a empatia é fundamental em todos relacionamentos desde familiares, convívio social, instituições e colabora para equipes de trabalho mais colaborativas.


Gostou da reflexão?








25 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page